5g na saúde e o quarteto fantástico da medicina do futuro
5g na saúde e o quarteto fantástico da medicina do futuro
Paulo Miranda
Paulo Miranda
Compartilhe
Índice de Conteúdo

E o papo de hoje é: 5g na saúde.. Vamo simbora!?

Bom dia, boa tarde, boa noite! 

Está começando nossa Segunda Filosofal, a Newsletter que tem por finalidade trazer reflexões e questionamentos em bolus sobre as necessidades de mudança na cultura médica. Mudanças em nossos relacionamentos, resultados.. em nossas vidas.


Já parou pra pensar o quanto nós gostamos de falar sobre ‘’gostar de mudança’’, mas no geral não mudamos nada?

ahrz2 tO6EcP

“Everybody can change!”

O Stallone tá certo, mas mudar é difícil. Ainda mais quando juntamos a palavra ‘’Mudança’’ com outra hype ‘’Inovação’’.

Essa combinação nos faz pensar em velocidade, rapidez e obsolescência, pois parece que a velocidade é fantástica (e está cada vez mais acelerada) quando analisamos as mudanças sociais, econômicas, políticas e tecnológicas por que passamos.

Principalmente quando percebemos as dificuldades que os médicos e acadêmicos encontram pra fazer frente a essas mudanças.

Nesse sentido lembro muito de Buda, aquele que incrementou e influenciou muito a cultura e filosofia ocidental, principalmente quando adentramos na temática de mudanças e seus impactos:

5g saude

Não importa a perspectiva da vida, qual papel a ser analisado, em todos os campos teremos mais qualidade de vida ao aceitar as coisas como são, sobreviver se adaptando e reagindo a realidade imposta com nossa visão, nossa forma de ser.

Com a carreira médica não é diferente, viu?

Principalmente quando falamos de uma velha conhecida que ainda está por vir: 5G na medicina.

5g na saúde – prioridade impulsionada pela pandemia

O estudo desenvolvido pela EY em 2021, mostra que a pandemia colocou a quinta geração de internet móvel no topo das prioridades do ecossistema global de saúde (contrariando a opinião de alguns que pensam que a 5G faz mal ou é prejudicial à saúde).

Aplicações como o monitoramento de pacientes e a entrega de cuidados pessoais de forma virtual ganharam importância – muito mais do que a coleta passiva de dado, se liga: 

5g na saúde: a tecnologia 5g faz mal a saude?

Aí vem o Dr. Desacreditado: ‘’Ahh, mas isso vai demorar muuito’’.

É realmente bom colocar os pés no chão e não se embriagar do discurso startupeiro ou tech como religião e solução da vida.

Como o 5G pode ajudar na saúde no presente da nova medicina?

Naturalmente, os primeiros ganhos virão no espectro mais sofisticado dos serviços de saúde, na forma de cirurgias remotas e ambulâncias e hospitais conectados.

O grande ‘’rolê’’ do 5G é a baixa latência e a conectividade nos grandes centros.

Não é porque a mudança será homogênea e imediata para todos que você não precisa se preparar.

É questão de tempo (menos do que você imagina) para que uma infinidade de aplicações ganhe corpo e alcance a sua realidade. 

Haverá um quarteto em particular que vai nos ajudar a brilhar na Medicina e para você não esquecer vamos montar um acrônimo: pegue a palavra WiFi e troque a letra ‘’F’’ pela letra ‘’T’’ de telemedicina, a hype do momento. Pronto, temos o acrônimo: WITI:

  • Wearables
  • Inteligência Artificial
  • Telemedicina
  • Internet of Medical Things

WITI será o quarteto fantástico que vai surfar o 5G.

Vale lembrar que as revoluções não irão parar por aqui. Continue buscando quais os impactos da tecnologia 5G na área da saúde e quais destes irão se destacar nos próximos anos, pois isso será altamente surpreendente.

Você vai lembrar deste e-mail, da lógica abordada em torno da mudança e o quanto precisamos estar preparados. 

Mas eu não ia te fazer esse alerta sem te ajudar de alguma forma. Viveremos a era onde termos como 5g, saúde, tratamento, conectividade, inteligência artificial, telemedicina e tantos outros não serão dissociados.

Não obstante, trouxemos a seguir o artigo 5G na medicina: a revolução digital está chegando na saúde para quem quer ter o primeiro contato e dar mais um passo rumo à diferenciação. 

Espero que tenham gostado da edição de hoje e lembrem-se de me adicionar no Insta ou LinkedIn para sugerir debates, conteúdos, para que eu possa ajudar mais na sua trajetória.

Conte comigo.

Um grande abraço e ótima semana!

Publicado em:21/12/2022
Curtiu o artigo e quer ser colunista?
Cadastre-se para o processo seletivo de colunistas do Portal Inovação Médica e ainda receba as melhores notícias da med.

Deixe um comentário

Artigos Recentes
Continue Lendo