Inteligência Artificial: Notícias (11) para os próximos anos
Inteligência Artificial: Notícias (11) para os próximos anos
Paulo Miranda
Paulo Miranda
Compartilhe
Índice de Conteúdo

Inteligência artificial: notícias que você, nós e todos irão se fascinar.

Ela, ao lado da Telessaúde, privacidade, multinacionais, polêmicas, evolução e, principalmente, saúde são as principais palavras e assuntos das 10 notícias que o portal The Medical Futurist apresentou, envolvendo saúde digital, divulgadas em 2021, que irão ter grandes impactos nos próximos anos.

Inteligência Artificial Notícias #OqueEstáEmFoco

A maioria traz como foco a IA associada a meios digitais, como aplicativos, realidade virtual, dispositivos “wearables” (relógios inteligentes) e outros.

Nesse contexto, muitos artigos e estudos sobre essas notícias foram publicados, apresentando os bons resultados para a saúde da sociedade em geral. 

Entretanto, apesar de impactar positivamente, algumas das questões destacadas podem ser negativas. Um exemplo prático é a necessidade do uso de dados de pacientes e clientes que, para se tornarem reais, precisam expor-se, algo que incita a discussão sobre a privacidade dos indivíduos e a legalidade das ações realizadas. 

Pesquisar notícia na internet sobre inteligência artificial pode ser desafiador, substancialmente do ponto de vista de confiabilidade da informação, por isso, você está no local certo.

Iremos te dar condições, ao final deste artigo, de avaliar qual o nível de impacto de uma notícia sobre inteligência artificial e outra no seu serviço ou empresa e, até mesmo, na sua vida pessoal como cliente/paciente.

Tudo isso sem abrir mão de nossa inegável e constatada segurança nas informações, já que todas são tratadas com seriedade e evidências científicas pela nossa curadoria.

1 – Prescrição de tratamento de RV aprovado pela FDA para dor crônica nas costas

Em novembro de 2021, a Food and Drug Administration (FDA), permitiu um tratamento para dor crônica nas costas que utiliza Realidade Virtual (RV), chamado EasyVRx.

A terapêutica que utiliza terapia cognitivo-comportamental e exercícios respiratórios visa ajudar a relaxar e aumentar a percepção dos sinais do organismo. 

Para entender essa prescrição, deve-se salientar que a dor crônica nas costas, ou descondicionamento muscular, tem como principal causa a atrofia muscular, ou seja, os músculos das costas não têm força nem estabilidade para apoiá-la de maneira adequada, o que causa desgaste.

2 – Das últimas notícias sobre inteligência artificial, o EndeavorRx é um dos destaques

Outro exemplo de terapia digital é o EndeavorRx, um jogo infantil para tratamento de Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH).

Isso demonstra como as terapias digitais podem ser úteis e contribuir para a melhoria da qualidade de vida de crianças e adultos.  

inteligência artificial notícias sobre terapias digitais

Imagem ilustrativa de EndeavorRx

3 – Estudo revela adoção de telessaúde induzida por pandemia

A telessaúde é uma das inovações médicas mais promissoras a partir de 2022, principalmente por causa da pandemia de Covid-19, visto que as pessoas ficaram isoladas em casa.

Isso é comprovado pelos vários sites e estudos sobre o aumento desse tipo de consulta e atuação médica, considerada mais segura no cenário atual.

Uma notícia da Folha de São Paulo, por exemplo, apresentou um grande crescimento da telessaúde no Brasil, principalmente nos primeiros meses.

Nesse sentido, um outro estudo foi divulgado no site da HealthcareITNews, o qual foi realizado nos Estados Unidos com 36 milhões e meio de pessoas durante os 4 primeiros meses de pandemia.  

Nele, foram comparadas informações de consultas em telessaúde no período de março a junho de 2019 e março a junho de 2020, concluindo-se que houve um aumento de 23.3% nas interações desse modelo de saúde (23.6% em 2019, em comparação com 0.3% em 2020).

Ademais, o site Neuralmed trouxe um relatório da CB Insights, informando que, aproximadamente, 40% das consultas do segundo trimestre de 2021 ocorreram remotamente, sendo as principais áreas:

  • Teleterapia;
  • Monitoramento remoto e diagnósticos;
  • Teleconsultas;
  • Serviços de ensino e capacitação virtual;
  • Telefarmácia.

4 – Nas notícias de inteligência artificial atuais, a telessaúde se encontra

É necessário destacar que a telessaúde está muito vinculada à IA, já que o uso da tecnologia auxilia muito no rastreamento e monitoramento da saúde, aprimorando tratamentos médicos (opa, você lembrou de coisas como medicina de precisão e genômica agora?).

Portanto, os próximos anos tem muitas surpresas para revelar nesse campo médico. 

telessaúde está muito vinculada à IA - notícia sobre inteligência artificial

Imagem ilustrativa de telemedicina

5 – Amazon planeja expandir seu alcance de saúde

Quem nunca ouviu falar na multinacional que vende desde shampoo até produtos tecnológicos de última geração?

A Amazon é uma das empresas mais famosas do mundo, a qual além de vender produtos de saúde, como estetoscópios, de higiene pessoal e outros, atua diretamente na saúde de seus funcionários e clientes com diversos serviços.

Apesar de vender tantos produtos de diferentes naturezas e ser destaque em tecnologia, a Amazon também atua no serviço de saúde, o qual se iniciou com a venda de fármacos pela Amazon Pharmacy, permitindo ao cliente a solicitação desses, além de contato com farmacêuticos para eventuais dúvidas.

Depois, a atuação da Amazon Care, responsável pela telessaúde, se expandiu em 2021. Ela oferece exames de sangue e outros, e tem visado aumentar seu alcance para mais 20 cidades dos Estados Unidos.

A proposta é oferecer serviços híbridos (pessoalmente e de telessaúde) para seus funcionários e, mais adiante, para outras empresas, a partir de 2023.

Além disso, a empresa anunciou o “Moviment Health”, que utiliza softwares baseados em IA e o smartphone do usuário para criar exercícios individuais que conferem estabilidade, mobilidade e melhoria na postura do usuário de acordo com o nível de condicionamento físico.

Essa não foi a primeira medida tecnológica utilizada pela Amazon em prol da saúde dos indivíduos, já que os assistentes digitais Alexa e Echo Dot possuem extensões que permitem que a pessoa peça dicas de segurança, tal qual primeiros socorros e auxilia no diagnóstico, adesão a tratamentos e medicamentos.

A expectativa de futuro quanto à saúde mediado por essa empresa é alta, pois o nível de tecnologia que ela tem pode contribuir muito para o avanço.

Assim, há pretensão de uso de drones para acelerar a entrega de medicamentos. Ademais, usuários que já possuem a Amazon Prime terão inúmeros benefícios em comparação a quem não o possui.

Amazon Care - notícias de inteligência artificial

Imagem ilustrativa da Amazon Care – Teste de Zoom para telessaúde de cliente com navegador móvel

Mesmo sendo tão revolucionária e importante, a telessaúde ainda não é acessível a todos.

Pensando nisso, a plataforma Zoom pensou em uma forma de atender seus pacientes, seja aqueles que não têm facilidade com tecnologia ou aqueles que não têm as melhores ferramentas tecnológicas. 

Assim, a Zoom pretende enviar e-mails ou mensagens de texto com o link para as consultas médicas, sem a necessidade de baixar aplicativos.

Isso decorreu de uma pesquisa feita pela Pew Research na qual 25% dos americanos com 65 anos ou mais disseram que nunca estiveram logados e que 14% dos americanos que ganham 30 mil dólares no ano ou menos relataram que nunca usam a internet. 

Sabendo da dificuldade das pessoas mais idosas em lidar com a tecnologia e das condições financeiras de parte da população que não têm acesso a internet, é importante que outras empresas utilizem essa opção de teste da Zoom para facilitar o acesso à saúde para esses indivíduos. 

plataforma Zoom - pesquisar notícia na internet sobre inteligência artificial

Imagem ilustrativa da plataforma Zoom

6 – O plano da 23andMe para alavancar seu banco de dados genético para o desenvolvimento de drogas

A 23andme é uma empresa que oferece testes genéticos pessoais com diversas informações, como pré-disposição de saúde, relatórios e ancestralidade.

Diante da quantidade de dados genéticos acumulada, a empresa tem a intenção de desenvolver medicamentos baseados nesses perfis. 

Um exemplo disso são os testes para um medicamento contra o câncer, além de outros para condições neurológicas e cardiovasculares.

O plano principal, mostrado pelo Bloomberg Bussinessweek, era diminuir os valores dos testes, oferecendo mais informações, como origens ancestrais e condições de saúde, para que mais pessoas os fizessem e, assim, aumentasse a base de dados genéticos da empresa. 

Nesse sentido, a 23andme poderia encontrar relações entre doenças e genes específicos e, a partir disso, criaria os medicamentos.

A polêmica envolvendo essa situação é a do uso dos dados das pessoas que enviaram seus testes e a própria criação de medicamentos baseados neles. 

Você faria o teste sem saber que seus dados seriam usados para isso?

23andme - ultimas notícias sobre inteligência artificial

Imagem ilustrativa da propaganda dos testes da 23andme

7 – Medicamento impresso em 3D para tratamento da artrite reumatóide obtém aprovação do FDA

As impressoras 3D têm avançado de uma forma incrível, tanto que a artrite reumatóide agora pode ser tratada com um medicamento impresso por uma delas.

O T19 é uma grande e importante representação do desenvolvimento e aplicação da impressora 3D. 

A artrite reumatóide, doença autoimune no qual o sistema do paciente ataca suas próprias células, conta com sintomas característicos que levam ao inchaço e rigidez articular.

Esse novo medicamento melhora a qualidade da droga e garante a diminuição dos efeitos colaterais. 

medicamento T19 - notícias sobre o impacto da IA na saúde

Foto ilustrativa do medicamento T19

8 – Estudo financiado pela Apple mostra potenciais de monitoramento remoto do coração de iPhones e Apple Relógios

Não é novidade que a Apple é a empresa que mais vende smartwatches (no caso, Apple watches) no mundo.

De acordo com a Statista – uma empresa alemã especializada em dados de mercado e consumidores –, no início de 2020, quase 50% das vendas desses produtos era da famosa empresa com o símbolo da maçã.

Assim como a Amazon, a Apple também busca alavancar seu serviço de saúde. Primeiramente, a FDA autorizou a função de eletrocardiograma no aparelho, o qual pesquisadores da Universidade de Stanford descreveram como efetivo e confiável, visto que as métricas cardíacas eram muito próximas aos de testes clínicos.  

Durante a pandemia de Covid-19, pesquisadores do Monte Sinai descobriram que o dispositivo era capaz de perceber a variabilidade de frequência cardíaca 7 dias antes do diagnóstico positivo para a doença.

Além disso, a empresa permitiu que norte-americanos compartilhassem os dados do aplicativo próprio da Apple, chamado Saúde, com seus médicos, utilizando sistema de Registro Médico Eletrônico (EMR, em inglês). 

Apesar de ter muitos avanços no âmbito tecnológico, a Apple pretende expandir seus serviços para além de relógios e aplicativos, por meio de serviços de atenção primária à saúde.

Ainda há muito o que ser feito, pois a maioria dos planos ainda está apenas no papel, necessitando de muito estudo para se tornar real. 

Apple store e a relação da gigantesca companhia com os avanços da tecnologia na saúde

Apple store, a maior vendedora de smartwatches do mundo

9 – O compartilhamento do prontuário do paciente pelo NHS levanta questões de privacidade

Não é só a 23andme que está gerando polêmicas a respeito do uso de dados de seus clientes.

O Serviço Nacional de Saúde (NHS, em inglês) da Inglaterra pretende compartilhar o prontuário de, aproximadamente, 55 milhões de pacientes, os quais incluem:

  • Saúde mental e sexual;
  • Registros criminais;
  • Hábitos: fumo e bebida. 

O argumento utilizado é que esse banco de dados seria disponibilizado para planejamento de serviços de saúde, desenvolvimento de políticas de saúde, monitoramento de saúde pública, permitir algumas intervenções e auxiliar diferentes áreas de pesquisa. Além disso, os dados não devem ser utilizados para comércio. 

A principal discussão se deve à privacidade em relação às informações oferecidas por quem fez os testes e à legalidade desse plano, demonstrando preocupação com a ética em saúde e da própria empresa. Como você se sentiria tendo todos esses dados compartilhados?

discussões sobre o compartilhamento do prontuário médico através do Serviço Nacional de Saúde se esquentam

Imagem ilustrativa de prontuário médico

10 – Abordagem clínica de diabetes com foco em tecnologia mostra redução significativa no nível de glicose no sangue dos pacientes

Mais uma vez a tecnologia se mostra positiva e eficaz na relação médico-paciente. De início, ressalta-se que a abordagem foi feita em Dubai, um país que possui alta taxa de pessoas com diabetes não controlada, de acordo com o cofundador e diretor administrativo da GluCare – empresa que executou a abordagem clínica– Ihsan AlMarzooqi. 

Nesse contexto, GluCare Integrated Diabetes Center divulgou que o monitoramento de dados contínuo por meio de terapia digital teve resultados preliminares significativos: a redução da HbA1c (hemoglobina glicada) de 1,7%, em 90 dias. Isso representa:

  •  21% menos chance de desenvolver doenças relacionadas ao diabetes e morte decorrente da doença; 
  • 14% de doenças cardiovasculares; 
  • 37% de doenças microvasculares. 
Aparelho para controle de diabetes - terapia digital

Imagem ilustrativa de controle de diabetes 

11 – Estudo de vários anos mostra que ferramentas digitais de saúde ajudam os pacientes a controlar a pressão arterial

A pressão alta (hipertensão) é uma condição que atinge milhões de pessoas em todo o mundo e é considerada silenciosa por não ter sintomas, de forma geral.

Assim, foi feito um estudo, nos Estados Unidos, com um programa chamado Hello Heart, o qual possibilita a monitoração da pressão arterial, do peso e da atividade física do usuário.

O programa permite acompanhamento da variação da pressão ao longo do dia e na própria casa do paciente.

A maioria só a afere quando vai ao médico, estando sujeitos a variações para mais ou menos, de acordo com a sensação de estar na consulta. Nesse sentido, com o aplicativo, a pessoa fica tranquila e ainda recebe dicas de exercícios e de controle da pressão. 

Um ano depois do uso do programa, observou-se melhoras significativas no bem estar e saúde dos 28 mil pacientes que utilizaram-no:

  • Metade das pessoas com pressão arterial elevada tiveram reduções;
  • 70% das pessoas com hipertensão estágio I, também obtiveram redução;
  • 85% dos indivíduos com hipertensão estágio II, reduziram a pressão sistólica.

É importante destacar que a hipertensão estágio I corresponde à pressão acima de 140/90 e abaixo de 160/100, enquanto a estágio II ocorre acima de 160/100 e abaixo de 180/110 e é a que coloca as pessoas em risco de ter doenças cardiovasculares e derrames. 

Por enquanto, o Hello Heart está disponível apenas para os funcionários de algumas empresas.

Os pesquisadores concluíram que não há certeza quanto ao funcionamento em pessoas com hipertensão grave, portanto ele ainda está em processo de estudo. 

Aparelho de controle de pressão arterial - ferramentas digitais

Imagem ilustrativa de controle de pressão arterial

Diante do exposto, percebe-se que há muito o que se esperar dos anos vindouros em relação aos avanços da Inteligência Artificial na saúde digital.

Graças a evolução dos meios tecnológicos e investimentos de grandes empresas, há a possibilidade de melhoria e de expansão da qualidade da saúde da população. 

Publicado em:08/12/2022
Curtiu o artigo e quer ser colunista?
Cadastre-se para o processo seletivo de colunistas do Portal Inovação Médica e ainda receba as melhores notícias da med.

Deixe um comentário

Artigos Recentes
Continue Lendo