Startup de saúde: conheça as que estão revolucionando (2023)
Startup de saúde: conheça as que estão revolucionando (2023)
Paulo Miranda
Paulo Miranda
Compartilhe
Índice de Conteúdo

Estima-se que até 2026, o número de startup de saúde brasileiras e gringas – empresas emergentes – movimentarão cerca de 20 bilhões de dólares globalmente.

Durante a pandemia de Covid 19, a medicina ficou cada vez mais em voga por toda a importância que teve no cuidado para salvar vidas.

Associado a isso, o sistema de saúde percebeu que seu modelo precisava ser aperfeiçoado tendo em vista a sobrecarga que aconteceu e que, em casos extremos, provocou fatalidades sem dimensões.

Startup de saúde

As startups vão inovar a área da saúde e levar benefícios a todos os envolvidos.

Amparados pelo desenvolvimento da Inteligência Artificial (IA), o setor da saúde pretende englobar tecnologias que tornarão o processo mais rápido e levarão a uma modernidade ainda não vista.

Se até 2017 os gastos com tecnologia médica giravam em torno de US $0,95 bilhão mundialmente, o cenário aumentou mais de 10 vezes e continuará crescendo.

Criadas ou financiadas em uma rapidez inigualável, as novas startups de saúde brasileiras estão revolucionando o ofício médico em busca de uma finalidade: a melhoria global do paciente.

Startup de saúde – Como elas são aplicadas

Algo que gerava medo no começo, a inteligência artificial passou a ser uma parceria indispensável na área da saúde.

Através de melhorias nos processos administrativos e no aperfeiçoamento de padrões já existentes, os profissionais de saúde conseguem aprimorar os atendimentos para levar uma medicina mais personalizada ao paciente.

Baseada no aprendizado da máquina, a medicina de precisão é a aplicação mais prática para o tradicional.

Vários algoritmos estão sendo desenvolvidos para que novas tecnologias consigam evoluir através das já estabelecidas e existentes, fazendo análise de padrões e potencializando o uso da IA na área médica.

Através de sistemas como o PNL, tornou-se possível fazer análises administrativas, verificando a estruturação, compreensão e levando qualidade, além de melhoria dos resultados apresentados pelos pacientes.

Fornecer consultas médicas é algo que pode ser feito até no conforto do lar da pessoa, diminuindo o deslocamento daqueles que não o conseguem.

Armazenados em nuvens, o histórico médico do usuário pode ser consultado por profissionais cadastrados.

Caso seja necessário um atendimento conjunto, ambos os médicos conseguem fazer isso de qualquer lugar do planeta, o que levou cuidado especializado para os pacientes.

startups de saúde brasileiras

A maneira de utilizá-las mostrará os benefícios a curto e a longo prazo.

Através de um diagnóstico cada vez mais precoce, é possível reduzir os custos e oferecer mais agilidade nos tratamentos ou nos resultados que, outrora, poderiam demorar meses. 

As cirurgias passaram a ser amparadas pela IA que potencializa a recuperação do paciente e diminui o quadro álgico no pós-operatório.

Para quem tinha receio de que a IA levaria embora todos os empregos humanos, a boa notícia é que ela veio apenas para somar.

Conseguindo melhorar as habilidades humanas, também se tornou possível melhorar a saúde mental e global dos pacientes, controlando doenças crônicas e evitando o agravamento do quadro.

Para o futuro, podemos esperar que todos os setores da saúde serão transformados e aperfeiçoados. O atendimento ao cliente, em qualquer lugar do globo, será cada vez mais ágil e evitará colapsos a nível mundial do sistema de saúde.

Conseguindo acessar múltiplas fontes ao mesmo tempo, o que se espera é que novos tratamentos surjam a partir da inserção de algoritmos capazes de auxiliar máquinas a buscarem combinações que ainda não foram descobertas e que podem auxiliar a salvar vidas.

As startups que estão revolucionando a saúde

Conhecer o que o mercado separa é uma das melhores maneiras de saber com quais ferramentas será possível jogar. É assim que se tem percebido o avassalador crescimento de startups brasileiras de saúde nos últimos anos.

Através de uma seleção previamente realizada, vamos conhecer as principais inovações que estarão norteando o futuro da medicina e reformulando o significado da arte médica.

  1. Rad AI

Fundada no ano de 2018 por Jeff Chang e Doktor Gurson, a RadAI capacita radiologistas de modo a economizar tempo e levar automatização ao processo de laudar um parecer.

Usando um financiamento de cerca de 33 milhões de dólares, sua principal missão é personalizar o atendimento radiológico médico.

crescimento de startups brasileiras de saúde

A inovadora Rad AI movimenta mais do que o seu investimento inicial e já consegue auxiliar e capacitar radiologistas em vários lugares.

Visando capacitar os radiologistas, a tecnologia economiza tempo e melhora os índices de acerto, além de conseguir ver o que os olhos humanos poderiam deixar passar.

Após a geração de um relatório, o radiologista consegue verificar os achados e dar seu relatório final com o auxílio da IA.

  1. BrainSight AI

A BrainSightAI é uma plataforma que utiliza um alto nível de precisão para fazer a investigação psiquiátrica de pacientes.

Diminuindo o caminho traçado até o diagnóstico, ela auxilia no tratamento precoce, além de mitigar o tempo de intervenção farmacológica que deverá ser usada pelo paciente.

Fundada por Rimjhim Agrawal e Laina Emmanuel, a BrainSightAI iniciou sua abordagem na área médica no ano de 2019 e tem desenvolvido uma série de aplicativos gerenciados por  uma IA.

Através do software, é possível precisar diagnóstico e prognóstico, além de intervir em distúrbios neuropsiquiátricos amparado pelo melhor da literatura médica associada a uma ajuda digital.

  1. TambuaHealth

Financiada por um capital de cerca de US $250 mil, a Tambua Health é uma empresa que desenvolve tecnologias voltadas para a melhoria da imagem de ultrassom (US) portátil.

Foi a desenvolvedora do primeiro US aprovado, além de melhorar os índices dos atendimentos por imagem.

Tambua Health

Potencializando a análise de sons pulmonares, leva inovações na abordagem não invasiva de doenças respiratórias crônicas e agudas.

Fundada por Daniel Gathigai, Eric Kirima e Lewis Wanjohi, começou suas atividades em 2018 e analisa o som pulmonar para melhorar a precisão de seus diagnósticos no que diz respeito à parte respiratória.

Oferecendo uma abordagem não invasiva, a empresa consegue fazer o manejo sem radiação e ampliando as chances de melhora do paciente.

  1. Octopus.Health

Plataforma que visa a proatividade populacional no quesito tratamento médico, a Octopus.Health visa levar a tecnologia para uma espécie de Personal e Assistente médico.

De modo a levar cuidado e suporte para milhões de pessoas, o software adapta um plano de saúde para que o paciente consiga fazer o cuidado da saúde um processo cada vez mais ativo.

Com um financiamento de US$ 5,9 milhões, busca fazer a adesão de pacientes que necessitem de organização e cuidado médico. A própria IA fará a marcação dos retornos médicos, o lembrete medicamentoso.

Além de fazer um gerenciamento clínico pessoal mais intenso, será mais fácil mitigar e/ou evitar a piora do quadro do paciente. É uma forma de fazer com que o sujeito seja ativamente responsável por sua própria saúde.

  1. VIEBEG

Plataforma de compras voltada para a melhoria das aquisições médico-hospitalares, a Viebeg leva suprimentos médicos sem deixar que o estoque seja diminuído ou não seja restabelecido.

A plataforma consegue fazer um apanhado dos suprimentos que o hospital ou clínica necessita, otimizando a cadeia de compras e buscando mais fornecedores.

Com um financiamento de 1,9 milhão de dólares, as compras são orientadas por dados e já giram um mercado africano de cerca de US $4 bilhões.

Potencializado na pandemia de Covid-19, a empresa mostrou que é possível aumentar a demanda por suprimentos sem perder a qualidade do serviço.

  1. Sweetch

A Sweetch é uma IA que auxilia no manejo de doenças crônicas. Através da previsão, da prevenção e da melhoria dos indicadores apresentados por pacientes com diabetes, hipertensão, hiperlipidemia e/ou obesidade, o software aborda um estilo de vida mais saudável dentro do que o paciente é capaz de fazer.

Sweetch IA - inteligência artificial

Abordando um estilo de vida saudável, o software coloca o indivíduo como responsável direto por sua saúde.

Fundada em 2014, a empresa israelense contou com um financiamento de mais de 35 milhões de dólares e visa a integridade do paciente por meios remotos.

Completamente automatizada, a plataforma auxilia o médico a fazer o suporte básico e o manejo para mitigar os agravamentos das comorbidades de cada paciente.

  1. Celéri Health

Empresa americana, a Celeri Health é uma startup que rastreia e avalia o estado de saúde de seus pacientes cadastrados.

Fundada em 2018, a plataforma capta os resultados médicos do indivíduo, fazendo um rastreio de sintomas crônicos e detectando a integridade da saúde do paciente.

Após isso, um relatório é dado ao profissional médico para que ele seja capaz de fazer o manejo integral.

Uma união entre tecnologia e ser humano, a Celeri Health projeta o registro do resultado relatado pelo próprio paciente de modo a fazê-lo um responsável ativo por sua própria saúde.

  1. Revkeep

Oferecendo um software que simplifica o processo de auditoria médica, a RevKeep leva a centralização do processo para a empresa.

Diminuindo gastos com auditorias de saúde, a IA diminui a interrupção dos recursos necessários para que as respostas aconteçam mais rapidamente.

Simplicidade e facilidade são lemas da empresa americana. A startup visa melhorar o faturamento médico das clínicas e hospitais, aperfeiçoando o que já existe e diminuindo o descumprimento de prazos que não podem passar do tempo.

  1. Droxi

Direcionado para o setor primário, a Droxi auxilia no cuidado básico à saúde do usuário. 

Através de melhora e agilidade no atendimento, a ferramenta faz um apanhando do prontuário médico do paciente, guardando-o em uma única pasta de modo a compactar os dados para que o médico possa acompanhar cada fator.

Fundada em 2021, faz a gestão básica da saúde com a diminuição da quantidade de tempo gasta pelo médico na prescrição e na visualização do caso de modo rápido e simplificado.

É uma maneira de oferecer mais qualidade ao paciente, mas sem perder a conversa direcionada que guia o atendimento primário.

  1. ArdenMed

Visando salvar milhares de pessoas que morrem devido a ausência de oxigênio, a ArdenMed é um projeto voluntário e de caridade que leva um dos mais confiáveis oxigênios para todo o mundo. 

ArdenMed - projeto voluntário para mitigar os efeitos da covid-19

A ArdenMed é um projeto voluntário que leva os mais confiáveis oxigênios para todo o mundo.

Através do consumo menor de oxigênio, conseguem auxiliar países com baixa e média renda através de um software tecnológico e utilização de uma AI que visa cada vez mais resultados através da tecnologia e vontade de ajudar.

  1. DoMore Diagnostics

Com um financiamento de cerca de US$ 1,72 milhão, a norueguesa DoMore Diagnostics quer revolucionar a forma de diagnosticar o câncer.

Desenvolvendo uma inteligência artificial que potencializa a rapidez e a precisão dos diagnósticos, o software conta com um marcador de câncer que auxilia na prevenção e diagnóstico antecipado dentro de cada caso. 

Além disso, permite iniciar o tratamento antes do desenvolvimento dos sintomas, uma maneira de aumentar as chances de cura e mitigar o subtratamento ou os excessos em busca da eliminação das células cancerígenas.

  1. Dr. CADx

Com uma vasta plataforma de análise de imagens, a Dr. CADx utiliza um aprendizado profundo na construção de suas máquinas.

Auxiliando médicos a diagnosticar, com mais precisão, doenças através dos exames de imagens, a empresa foca principalmente na melhoria dos processamentos dos raios-X.

Diminuindo o índice de diagnósticos incorretos, a Dr. CADx desenvolveu um vasto banco de imagens que, através da comparação de informações, pode informar características iniciais de doenças através das imagens, levando a um tratamento e abordagem mais prévia e precisa.

  1. Shyld AI

Já a americana Shyld, que mais se assemelha ao nome de uma equipe de super-heróis, utiliza a IA com o intuito de mitigar a transmissão viral de doenças que causam elevados índices operacionais ao sistema de saúde e à vida. 

Com dispositivos modernos, possui sensores que monitoram o ar e conseguem detectar a replicação viral antes que o vírus possa se espalhar.

Ganhou força após sua fundação no ano de 2020 e tem sido usada na prevenção de novas pandemias e endemias.

  1. Prealize Health

Na tentativa de mesclar baixos preços e melhorias para o sistema de saúde, a Prealize utiliza o aprendizado de máquina para transformar os atendimentos e oferecer uma vida mais saudável para seus usuários.

Através de sua tecnologia, ela consegue fazer um rastreamento dos melhores preços para determinadas pessoas que desejam ou necessitam pagar menos para os atendimentos de saúde.

Já para clínicas e hospitais, ela gerencia o cuidado médico, equipando a empresa e mitigando lacunas que diminuem a eficácia do serviço de saúde.

  1. PEP Health

A The Patiente Experience Platform (PEP) aplica a automatização em respostas para os pacientes e médicos.

Oferecendo a oportunidade de ouvir os pacientes através de seu software, ela faz a medição das maiores necessidades dos clientes e direciona para que as empresas consigam sanar de maneira direta e eficaz.

  1. GluCare Health

Já a GluCare tem seu serviço voltado para a área de terapêutica digital na luta contra o diabetes, doença que acomete uma parcela significativa globalmente.

Através de sua IA, é possível incorporar novas terapias e apontar cirurgias que possam auxiliar no controle da doença.

GluCare Health - IA (inteligência artificial) que aponta cirurgias auxiliares de tratamento.

Abordagem na luta contra o diabetes e prevenção de complicações decorrentes de doenças crônicas – GluCare Health

Além disso, também consegue diminuir os índices de complicações decorrentes da hipertensão arterial sistêmica, levando a menores complicações de uma ou mais doenças conjuntas.

De modo prévio, também consegue diagnosticar distúrbios que envolvem a tireoide e aumenta as chances de sucesso medicamentoso dos pacientes.

  1. Kara Health

Fundada em 2017, a Kara Health é uma empresa que fornece assistência médica, principalmente no âmbito domiciliar e na telemedicina.

Trabalhando com profissionais que oferecem suporte integral, a startup leva uma vasta gama de processamentos para melhorar a fidelidade e satisfação dos clientes.

Conseguindo adicionar uma camada extra de informações, leva o atendimento domiciliar completo ao paciente, além de direcioná-lo integralmente para a demanda particular.

Também tem como missão diminuir os custos de saúde, fluidificando o mercado e potencializando o cuidado para todos que necessitam.

  1. Emtiro Health

O plano atual das startups não é apenas levar comodidade e melhoria para os empreendedores.

Com essa visão, a Emtiro Health leva a implantação de gerenciamento de saúde de toda a população, oferecendo menores custos para todos, seja paciente, funcionário ou gestor.

Através de uma IA que faz o rastreio de dados e analisa os melhores índices de cada vertente, a empresa diminui os gastos e repassa isso para os pacientes.

Além disso, consegue fazer uma abordagem que automatiza os programas hospitalares e diminui os custos com provedores e ônus mercadológicos.

  1. 33n

Fornecedora de análise, consultoria, treinamento e modelo de serviço, a americana 33N foi fundada em 2018 e busca clarear o trabalho médico.

Inovando em suas tecnologias, ela permite uma análise de dados através de metodologias exclusivas para que médicos consigam direcionar seus trabalhos, atendimentos e serviços.

Pensando na pandemia de Covid-19, a 33N criou um curso de aprendizado online, desenvolvido através do rastreio de informações atualizadas e repassadas em uma semana para que os profissionais possam lidar da melhor maneira com a doença.

Projetando ensinamentos, mescla o melhor da economia voltada para a saúde e aperfeiçoamento da clínica e arte médica.

  1. Ignis Health

Fundada em 2012, a americana Ignis Health aponta melhorias para os hospitais e mostra os melhores sistemas com inovações de software, tecnologia de ponta e aperfeiçoamento na área da telemedicina.

Ignis Health - monitora e padroniza processos da empresa de saúde

Padronização de empresas médicas e cuidado para clientes e pacientes é o que a Ignis Health oferece aos contratantes.

Com uma estrutura padronizada, seu programa monitora os negócios da empresa, sugerindo novas fontes clínicas, apontando erros operacionais e déficits financeiros que podem ser sanados antes mesmo de acontecer.

Dá à clínica ou hospital a facilidade na parte administrativa, repassando a calma aos clientes e pacientes.

  1. Ancore Health

A Ancore Health, empresa americana fundada em 2017, revoluciona ao oferecer softwares especializados no gerenciamento de consultórios médicos.

Analisando o perfil de cada clínica, a IA fornece melhorias através da análise de dados e direciona o melhor investimento do mercado para potencializar o atendimento.

  1. Keva Health

Já a Keva Health utiliza uma IA que monitora os cuidados respiratórios de seus usuários. Levando atendimento personalizado e possibilitando um cuidado mais pessoal, busca diminuir as complicações crônicas respiratórias, além de otimizar os cuidados entre as consultas e o retorno.

  1. Wise Healthcare

Financiada por cerca de US$ 300 milhões, a Wise Healthcare oferece uma plataforma inovadora que utiliza uma IA que tem por finalidade levar o melhor aos usuários.

Utilizando softwares em dispositivos móveis, é possível permitir que o usuário consiga contatar um médico caso tenha algum sintoma que demande intervenção.

Wise Healthcare visa diminuir as complicações para o paciente. É uma inteligência virtual otimizada para saúde.

A Wise Healthcare promove o melhor da telemedicina e diminui as chances de complicações para o paciente.

A estratégia é ter uma Inteligência Virtual capaz de promover o melhor da telemedicina ao direcionar o usuário para o devido especialista com base em sua queixa principal.

Englobando engenheiros eletrônicos e profissionais da saúde, o design é intuitivo e feito para melhorar os resultados, além de oferecer o melhor cuidado aos pacientes.

  1. Deep Bio

A coreana Deep Bio é uma startup que leva a IA médica para melhorar o diagnóstico contra o câncer.

Utilizando algoritmos, a tecnologia é capaz de auxiliar patologistas a enxergarem sinais prévios de desenvolvimento de malignidade, além de proporcionar um tratamento mais individualizado e com base na análise de exames por imagem.

Algumas abordagens são humanamente impossíveis, porém, com a ajuda da tecnologia e das Inteligências Artificiais têm sido possível traçar novos diagnósticos, abordagens e terapêuticas recém-descobertas que, não fosse pelos softwares, levariam anos.

Auxiliando no desenvolvimento da arte médica, as Startups conseguem mesclar sabedoria, história, conhecimento literário e auxiliar os médicos na prática diária e na luta contra o tempo. 

Além disso, as empresas também estão conseguindo melhorar e potencializar clínicas e hospitais, diminuindo os gastos e repassando para o paciente.

É uma forma de massificar uma saúde de ponta e permitir o acesso a todos os que necessitam das intervenções médicas.

Publicado em:22/11/2022
Curtiu o artigo e quer ser colunista?
Cadastre-se para o processo seletivo de colunistas do Portal Inovação Médica e ainda receba as melhores notícias da med.

Uma resposta

Deixe um comentário

Artigos Recentes
Continue Lendo